menu
Brasília - DF | Whatsapp: (61) 98146-1781
Agência Brasília
Brasília - DF
LEITE MATERNO
SAÚDE
SAÚDE
LEITE MATERNO
Postada em 26/12/2016 ás 10h28 - atualizada em 26/12/2016 ás 10h41
Estoques caem e bancos de leite precisam de reforço nas doações
Em 2016, 8.228 bebês foram beneficiados, total 628 a menos que em 2015. Nessa época do ano, férias escolares e viagens criam dificuldades para coleta
Estoques caem e bancos de leite precisam de reforço nas doações

Foto: Reprodução

Os bancos de leite do Distrito Federal precisam da ajuda de mães saudáveis, que estejam amamentando, para reforçar os estoques de leite materno. Dados oficiais revelam que a quantidade do alimento arrecadada ficou menor em 2016. Até o início de dezembro, foram coletados 14.743 litros, enquanto no mesmo período do ano passado foram 14.961.



Ou seja, neste ano a coleta teve 218 litros a menos. O número de doadoras também baixou de 5.342 para 5.021. A coordenadora dos Bancos de Leite da Secretaria de Saúde, Miriam Santos, explica que a coleta é destinada a crianças internadas nas unidades neonatais do DF, que não podem ser amamentados por suas mães.



"O importante é valorizar a doação como um ato que pode salvar vidas. Um pote pode alimentar até 10 bebês"Miriam Santos, coordenadora dos Bancos de Leite da Secretaria de Saúde


Neste ano, 8.228 crianças foram beneficiadas, 628 a menos que em 2015, quando o total chegou a 8.856. Por isso, a médica reforça que, principalmente nesta época, em que os estoques tendem a cair, é preciso chamar a atenção das mães para contribuir. “O importante é valorizar a doação como um ato que pode salvar vidas. Um pote pode alimentar até 10 bebês”, observa.



A coordenadora esclarece que as dificuldades são um desafio para a coleta. “No final do ano sempre há queda, porque muitas doadoras viajam, recebem pessoas em suas casas e aquelas que tem outros filhos, em razão das férias escolares, acabam ficando sem tempo para contribuir”.



Apesar da redução, segundo a médica, foi possível atender toda a demanda, já que houve maior aproveitamento do leite materno recolhido. “Conseguimos maior envolvimento com as doadoras para tirar dúvidas e, com isso, orientar sobre como coletar o leite para manter a qualidade”, disse.



Toda mãe saudável com excesso de leite pode doar



Toda mãe saudável que estiver amamentando, e com excesso de leite, pode colaborar. Basta ligar para o telefone 160, opção 4, e agendar para que o Corpo de Bombeiros Militar busque o alimento. Outra opção criada pela Secretaria de Saúde é acessar o site do Amamenta Brasília para fazer o cadastro de doadora.



Alguns cuidados para coletar o leite materno



Para armazenar o leite, utilizar frasco de vidro com tampa de plástico



Colocar vidros e tampas numa panela e cobri-los com água



Ferver tudo por 15 minutos



Deixar vidros e tampas escorrerem sobre um pano limpo até secar. Fechar o vidro sem tocar na parte interna da tampa.



Colocar touca ou lenço para cobrir os cabelos



Colocar fralda ou máscara sobre o nariz e a boca.



Lavar as mãos e braços até o cotovelo com sabão e água



Antes de iniciar a coleta, lavar as mamas apenas com água



Secar as mãos e as mamas com uma toalha limpa



Evitar conversar durante a retirada do leite



Retirar o leite quando as mamas estiverem muito cheias, antes ou depois das mamadas


leia também
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
facebook
twitter
Licença Creative Commons
EmMinuto.com 2015-2017 Em Minuto Mídia e Comunicação LTDA - Creative Commons Atribuição-SemDerivações 4.0 Internacional
Site desenvolvido pela Lenium